RELÓGIO Digital clock - DWR

quinta-feira, 19 de maio de 2016

“Quanto maior o sonho, mais exigente é o sacrifício para sua realização”.

“Eu sei, porém, que o rei do Egito não vos deixará ir se não for obrigado por mão forte.” Êxodo: cap: 3 ver: 19 Quanto maior a conquista, mais renhida é a luta e maior o sacrifício. Quanto maior o sonho, mais exigente é o sacrifício para sua realização. Esse ensino vem do Alto. A libertação dos hebreus do Egito era um sonho quase impossível. Os filhos de Israel eram a grande fonte de riqueza e opulência egípcia. Riqueza à custa de sua escravidão. Deixá-los livres significava perda irreparável. Quando o Senhor enviou Moisés, avisou: “Eu sei, porém, que o rei do Egito não vos deixará ir se não for obrigado por mão forte”Êxodo 3.19. Como libertar os escravos do mal sem o uso obrigatório de mão forte? Isto é, sem luta, sem guerra, sem sacrifício ou sem a violência da fé? É possível usar a fé sem violentar os costumes religiosos? É possível usar a fé sem violentar a vontade da carne? Por isso, a fé é certeza, é convicção. Ela exige firmeza porque é natural da fé enfrentar oposição. Se é fé, haverá força contrária para tentar criar dúvida. No entanto, a mão forte é firme. É firme na certeza. É firme na convicção do que tem de ser feito. E o que tem de ser feito, tem se ser feito, independentemente do que se sente, olhando exclusivamente para o alvo. Para conquistar alguma coisa neste mundo, é preciso sacrifício. Coragem, luta, esforço, trabalho. Da mesma forma, os benefícios do mundo sobrenatural exigem a violência da fé sobrenatural. Não tem moleza. Quem crê, vai; quem não crê, fica. A fé exige firmeza, certeza, convicção inabalável. O mal não cederá se não for obrigado por mão forte.