RELÓGIO Digital clock - DWR

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

9 sinais de fraqueza espiritual Avalie se há algum – ou alguns – deles em sua vida e saiba como agir

A vida do cristão é uma batalha constante, tanto no campo físico como também, e principalmente, no espiritual. Manter-se forte espiritualmente, com a fé avivada, é a única maneira de permanecer vitorioso nessa batalha. E esse é o grande desafio. Por isso, na Bíblia, o apóstolo Paulo deixa o alerta: “Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe não caia.” 1 Coríntios: cap: 10 ver: 12 E ele também ensina o segredo para manter-se em pé: “Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne.” Gálatas: cap: 5 ver: 16 Andar em Espírito é andar sempre atento à voz de Deus, priorizar a comunhão com Ele e alimentar o espírito por meio da leitura da Palavra de Deus e da oração. Essas práticas são imprescindíveis para desenvolvermos a intimidade com Deus e, consequentemente, termos sensibilidade para ouvir e obedecer a Sua voz. Do contrário, seremos fracos espiritualmente e presas fáceis para a ação mal. aprenda a vencer a luta da carne contra o Espírito Conheça alguns dos sintomas que uma pessoa apresenta quando está fraca espiritualmente: 1 – Orgulho Assim como a humildade é a principal característica do nascido de Deus, o orgulho é a principal característica dos nascidos da carne. Então, a primeira coisa que acontece quando uma pessoa está fraca espiritualmente é ela perder essa humildade. O orgulho começa a falar mais alto, a sobressair, e ela não consegue enxergar o quanto precisa de ajuda. Em vez disso, tem aquela falsa impressão de bem-estar; não reconhece sequer as próprias falhas. Em contrapartida, os seus olhos ficam aguçados para o erro dos outros. 2 – Egoísmo Ela perde a sensibilidade para perceber a necessidade do outro, passando a se preocupar apenas com as próprias necessidades. Mesmo diante de alguém que está sofrendo, não se sensibiliza. Se antes ela tinha sede de evangelizar, agora, evita. 3 – Fé indefinida A pessoa fraca espiritualmente é facilmente identificada pela sua inconstância na fé. Se antes ela tinha uma fé definida, agora um pequeno obstáculo já é suficiente para fazê-la duvidar e até desistir. Tornou-se uma pessoa facilmente influenciável. 4 – Não jejua e não ora mais como antes Sua oração se torna fria, mecânica – isso quando ora. Jejuar então se torna algo muito difícil para ela. E passa a jejuar cada vez menos, e quando jejua acaba quebrando o jejum, porque não consegue mais ficar em Espírito. Quando participa de uma reunião, na ora de buscar a Deus, não consegue se concentrar e abre os olhos com frequência. 5 – Infidelidade nos dízimos e votos Mesmo ainda sendo dizimista já não tem mais o mesmo temor e a preocupação de separar as primícias para Deus. Esquece com frequência e, quando lembra, já até utilizou parte do valor. Votos? Até faz, mas na maioria das vezes não cumpre. 6 – Medo / Dúvida Já dissemos que a pessoa fraca espiritualmente tem uma fé indefinida, inconstante; ora crê, ora não crê. Sendo assim, é facilmente bombardeada pela dúvida e pelo medo, os pensamentos negativos ganham força, e ela se torna ainda mais vulnerável à ação do mal. Uma vítima em potencial das investidas do diabo. 8 – Desânimo para ler a Bíblia Ela não tem mais interesse na leitura da Bíblia. Todas as vezes que abre a Bíblia para ler, o desânimo toma conta, se sente sonolenta e logo abandona a leitura, que se torna cada vez mais escassa. 9 - Maus olhos Ela não tem mais a visão espiritual, tornou-se maliciosa. Passa a julgar tudo e todos. Não aceita a repreensão, em vez disso, quando é chamada à atenção, se faz de vítima, se sente injustiçada e se enche de ira. Não consegue ver mais o cuidado de Deus numa repreensão. Faça agora uma autoanálise e, se identificar pelo menos um desses sinais na sua vida, é hora de parar, buscar o perdão de Deus e o avivamento espiritual: “E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis. ” Romanos: cap: 8 ver: 26

Torne-se amigo de Deus

E o Deus de Paz, em breve, esmagará debaixo dos vossos pés a satanás (...)” Romanos: cap: 16 ver: 20 A fé que pensa é atrevida, é violenta, é louca, é sobrenatural. Violenta porque não se conforma em crer no Deus de Abraão e viver como Lázaro; violenta porque se recusa crer no Deus de Moisés e ainda viver como escravo dos egípcios; violenta porque rejeita crer no Deus de Josué e não se apossar de Suas promessas; violenta porque não admite crer no Deus de Gideão, ser chamado de irmão e estar sujeito às humilhações dos inimigos; violenta porque se crê que o Deus de Davi é o mesmo, jamais vai permitir que novos Golias prevaleçam. Violenta porque se o Filho dEle já despojou os principados e potestades, então não admite que estes tenham mais domínio; violenta porque violenta meu ser por inteiro para apoderar-me do Reino dos Céus; violenta porque, apesar de Ele Ser o Deus da Paz, prometeu que esmagaria debaixo dos nossos pés a Satanás; violenta porque está permanentemente revoltada e em guerra contra as forças das trevas. A violência da fé que raciocina é contra o mundo e o mundo contra quem a possui. Por isso, quem a possui constitui-se amigo de Deus e inimigo do diabo. “Portanto, quem quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus. ” (Tiago: cap: 4 ver: 4) E você quer ser amigo de quem?

GÊNESIS - CAPITULO 4

1. Adão conheceu intimamente Eva, sua mulher; ela engravidou e, tendo dado à luz Caim, disse: Alcancei do SENHOR um filho homem. 2. Tornou ela a dar à luz outro filho, Abel, irmão dele. Abel tornou-se pastor de ovelhas, e Caim, agricultor. 3. Tempos depois, Caim trouxe do fruto da terra uma oferta ao SENHOR. 4. Abel também trouxe da gordura das primeiras crias de suas ovelhas. E o SENHOR acolheu bem Abel e sua oferta, 5. mas não acolheu Caim e sua oferta. Por isso, Caim ficou furioso, e ficou com o semblante abatido. 6. Então o SENHOR perguntou a Caim: Por que te iraste? E por que estás com semblante abatido? 7. Se procederes bem, não se restabelecerá o teu semblante? Mas, se não procederes bem, o pecado jaz à porta, e o desejo dele será contra ti; mas tu deves dominá-lo. 8. Então Caim disse a seu irmão Abel: Vamos ao campo. E, enquanto estavam no campo, Caim se levantou contra o seu irmão Abel e o matou. 9. E o SENHOR perguntou a Caim: Onde está Abel, teu irmão? Ele respondeu: Não sei; por acaso sou guarda do meu irmão? 10. E Deus prosseguiu: Que fizeste? A voz do sangue do teu irmão está clamando a mim desde a terra. 11. Agora maldito és tu; serás afastado da terra, que abriu a boca para receber da tua mão o sangue de teu irmão. 12. Quando cultivares a terra, ela não te dará mais sua força; serás fugitivo e vagarás pela terra. 13. Então Caim disse ao SENHOR: A minha punição é maior do que a que posso suportar. 14. Hoje me expulsas da face da terra; também me esconderei da tua presença; serei fugitivo e vagarei pela terra; e quem me encontrar me matará. 15. O SENHOR, porém, lhe disse: Sete vezes recairá a vingança sobre quem matar Caim. E pôs o SENHOR um sinal em Caim, para que ninguém que o encontrasse o ferisse de morte. 16. Então Caim saiu da presença do SENHOR e foi habitar na terra de Node, ao oriente do Éden. 17. Caim conheceu intimamente sua mulher, ela engravidou e deu à luz Enoque. Caim edificou uma cidade e deu-lhe o nome do filho, Enoque. 18. A Enoque nasceu Irade, e Irade gerou Meujael, e Meujael gerou Metusael, e Metusael gerou Lameque. 19. Lameque tomou para si duas mulheres: o nome de uma era Ada, e o nome da outra, Zila. 20. E Ada deu à luz Jabal; este foi o pai dos que habitam em tendas e possuem gado. 21. O nome do seu irmão era Jubal; este foi o pai de todos os que tocam harpa e flauta. 22. Zila também teve um filho, Tubal-Caim, fabricante de todo instrumento cortante de cobre e de ferro; e a irmã de Tubal-Caim foi Naamá. 23. Então Lameque disse às suas mulheres: Ada e Zila, dai ouvidos à minha voz; escutai, mulheres de Lameque, as minhas palavras; pois matei um homem por me ferir, e um rapaz por me pisar. 24. Se Caim há de ser vingado sete vezes, com certeza Lameque o será setenta e sete vezes. 25. Tornou Adão a conhecer intimamente sua mulher, e ela deu à luz um filho, a quem pôs o nome de Sete; e ela disse: Deus me deu outro filho em lugar de Abel, já que Caim o matou. 26. A Sete também nasceu um filho, a quem pôs o nome de Enos. Foi nesse tempo que os homens começaram a invocar o nome do SENHOR.