RELÓGIO Digital clock - DWR

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

40 PENSAMENTOS DE JESUS CONCLUSÃO

O Rei Davi disse: Quão preciosos para mim, ó Deus, são os Teus pensamentos! E como é grande a soma deles! Se os contasse, excedem os grãos de areia; contaria, contaria, sem jamais chegar ao fim. Salmo 139.17,18 É exatamente assim que me sinto quando considero os Pensamentos de Jesus. Como o ouro mais fino, a pedra mais rara e preciosa… Expandem a minha mente, me fazem viajar, me agigantam. E quando penso que só conheço alguns deles dentre uma quantidade infinita, mais que os grãos de areia… Sim, você conheceu aqui apenas 40 Pensamentos de Jesus. Imagine-se apanhando um pouquinho de areia em sua mão, separando apenas quarenta grãos e jogando os outros fora. Imagine estes quarenta grãos de areia em sua mão. Agora, imagine todos os grãos de areia em todas as praias deste planeta. Os Pensamentos de Jesus ultrapassam este número. A sabedoria de Deus, Seus conselhos para nossa vida, Seus mistérios e revelações são infinitos. Apenas um deles já é capaz de mudar sua vida. Uma inspiração divina, uma ideia, pode lhe trazer riqueza e sucesso imensuráveis. Eles estão disponíveis, esperando ser descobertos por quem quiser. Peçam e vocês receberão; procurem e vocês acharão; batam, e a porta será aberta para vocês. Porque todos aqueles que pedem recebem; aqueles que procuram acham; e a porta será aberta para quem bate.” Mateus 7.7,8 Considere o que você aprendeu nestes 40 dias um aperitivo, uma pequena amostra para sua degustação. Ele tem um banquete preparado para você. Quando iniciamos este desafio eu disse que você encontraria “…segredos escondidos nas entrelinhas dos Evangelhos. Pérolas esperando ser descobertas. Novas revelações de passagens bíblicas antigas e há muito já memorizadas. Será uma experiência revolucionária. Mas devo lhe avisar: sua mente nunca mais será a mesma!” Creio que o objetivo foi alcançado. Agora, por que parar por aqui? Sugiro que a partir da conclusão destes 40 dias, você aplique um ou todos destes próximos passos: 1.Selecione dois ou três Pensamentos que mais lhe impactaram. Leia-os diariamente e trabalhe para aplicá-los em sua vida até que eles se tornem parte de você. Seja persistente. 2.Reveja os 40 Pensamentos. Se você não conseguiu digerir bem o que leu, volte ao início e leia todos novamente [encontre todos aqui]. Seu aprendizado será fortalecido e melhor assimilado.

PENSAMENTO #40 ___ BRILHE

Volte para sua casa e conte aos seus parentes e amigos o que o Senhor lhe fez e como Ele foi bom para você. Marcos 5.19 Um homem viveu por muito tempo atormentado, possuído de um mal que o fazia agressivo com outros e com ele mesmo. Chegou a tentar contra a própria vida e morar em cemitérios. Finalmente foi liberto por Jesus. Vendo-se são, este homem pediu com muita insistência que Jesus lhe permitisse segui-Lo. O Senhor lhe respondeu as palavras acima. Por que Jesus não permitiu que aquele homem O seguisse? Na verdade, Ele o permitiu mas de uma forma diferente. Toda vez que aquele homem contava para um amigo o que Jesus havia feito por ele, ele estava seguindo Jesus. Cada pessoa que sabia do seu passado e lhe via curado, ficava sabendo da existência e do poder de Jesus. Seguir Jesus não se resume em aproveitar a vida boa que Ele lhe deu. O Senhor havia expressado este mesmo Pensamento em outras palavras quando disse: “A luz de vocês deve brilhar para que os outros vejam as coisas boas que vocês fazem e louvem o Pai de vocês, que está no céu.” (Mateus 5.16) Parte de ser seguidor de Jesus, ser cristão, é compartilhar o bem que Deus lhe tem feito. O que Ele lhe dá não é só para você. É para ser dividido, espalhado, divulgado, difundido com a força da luz do sol ao meio-dia. Não é para ser guardado, desfrutado em privado apenas. Ele quer alcançar a outros, e tem pressa nisso. Há muita escuridão nesse mundo, muita gente sofrendo e morrendo porque não conhece o que você passou a conhecer durante estes 40 dias. Por isso, se Jesus lhe tem feito um grande bem, e você está muito grato e feliz por isso, há uma maneira que Ele prefere ser agradecido: espalhe essa luz através do bem que você faz e busque oportunidade de contar a todos o que Ele tem feito por você. Quando você brilha, Ele brilha! Aplicação: Convença pelo menos três pessoas a começar o desafio dos 40 Pensamentos de Jesus. Conte para elas como lhe ajudou e motive-as a participar. Divulgue. Conte sua experiência. Comece uma corrente do bem! De todos os 40 Pensamentos, qual o que mais lhe ajudou, mudou ou mexeu com você? (Não diga “todos”; aponte um.) O que você está fazendo a respeito? E se alguém que você convidar a fazer este desafio se tornar um seguidor de Jesus após os 40 dias? E se alguém que está afastado d’Ele voltar? Imagine a sua alegria de saber que você foi usado para salvar aquela alma… Diga o que fez ou vai fazer a respeito e deixe seu comentário sobre a primeira pergunta.

PENSAMENTO #39 ___ O QUE É AQUILO ALI Á FRENTE?

(Jesus virou-se e disse a Pedro:) Saia da minha frente, Satanás! Você é como uma pedra no Meu caminho para Me fazer tropeçar, pois está pensando como um ser humano pensa e não como Deus pensa. Mateus 16.23 Jesus usou a expressão “Saia da minha frente, Satanás!” mais que uma vez. No texto original, as palavras que usou foram “Vá para trás de Mim, Satanás!” — e não simplesmente “arreda”, como na tradução tradicional em português. Esse detalhe é importante porque fala de posicionamento. Satanás se posiciona na nossa frente — não ao lado ou atrás, mas na frente, como uma pedra no caminho para nos fazer tropeçar. Ele quer barrar o nosso caminho, nos desviar do caminho, nos impedir de avançar, nos cegar para não enxergarmos o que está adiante. Quantas vezes você já se sentiu barrado no seu caminho? Quantas vezes tropeçou em seus projetos e planos? Quantas vezes desistiu de tentar e desviou do caminho para outro pior? Quantas vezes parou no caminho quando já estava tão perto de vencer, mas não conseguia enxergar quão perto estava? Você não viu alguém com chifres e tridente nas mãos, mas tenha certeza de que ele estava lá. Isso não é fantasia nem imaginação. Jesus nos alertou sobre este ser que é antítese d’Ele. Portanto, se o diabo não existe, então Jesus era maluco ou um grande mentiroso. Ignorar a existência do diabo e sua missão de barrar o nosso caminho é desacreditar de tudo o mais que Jesus disse. Agora note como Satanás usou Pedro para tentar fazer Jesus tropeçar: fazendo-o pensar como um ser humano e não como Deus pensa. Quer dizer, uma estratégia do diabo é lhe fazer pensar como qualquer ser humano pensa e não como Deus. Você percebe agora, ainda mais, a importância de absorver os Pensamentos de Jesus? Pensar como um simples ser humano, por mais inteligente que seja, não tira Satanás do seu caminho. Mas quando você começar a pensar como Deus pensa, Satanás e todos os obstáculos irão para trás de você. Aplicação: Não exagere a importância do diabo mas tampouco o subestime. Seja amigo de Jesus para conseguir vencer esse inimigo. Sozinho, como um simples ser humano, você não conseguirá. Alguém já lhe fez sentir ridículo por acreditar na existência do diabo? Você foi ensinado a ignorá-lo como se não existisse? Já sentiu uma oposição sobrenatural no seu caminho? Por que você acha que pensar apenas como um ser humano pensa pode ser a melhor estratégia do diabo? Pense e deixe seu comentário.

PENSAMENTO #38 __ CORPO SÃO, MENTE SÃ , VIDA DOENTE

O ser humano não vive só de pão, mas vive de tudo o que Deus diz. Mateus 4.4 Perca peso já! Dieta para perder 3kg em 5 dias! Como ganhar massa muscular rápido! Café previne o câncer! Corpo de modelo em 3 semanas! Creme anti-idade: faz rejuvenescer 10 anos! Dieta do limão – purifique seu corpo! Café dá câncer! Não, não estou inventando nem exagerando. Tudo isso já foi ou é noticiado e anunciado o tempo todo por aí. E isso vende porque as pessoas, de modo geral, estão extremamente preocupadas com seu corpo e aparência. Não que vestir bem, comer bem e cuidar da saúde seja errado, ao contrário. O problema é que as pessoas supervalorizam o corpo mas se esquecem que são uma trindade: corpo, alma e espírito. Este Pensamento de Jesus ensina que nós não vivemos só de comida e bebida. É possível ter um corpo sarado, com perfeita saúde, e mesmo assim não ter vida. O que dá vida a você não é só o alimento e exercício físico, mas principalmente as palavras que saem da boca de Deus. Tire como exemplo o efeito que estes 40 dias têm tido em você. Se você tem seguido este propósito como orientado, não simplesmente lido os Pensamentos de Jesus na correria, com certeza tem recebido vida, direção e energia. E por que você tem se sentido assim? Por que muitos que estão absorvendo esses Pensamentos nunca mais serão os mesmos? Por que os Pensamentos de Jesus são nada mais nada menos do que as Palavras de Deus. E se você se alimenta delas, terá vida. Você também pode ser muito culto, educado nas melhores universidades, gostar muito de ler, ser talentoso etc. — mas ainda assim não ter vida. A verdadeira vida vem das Palavras de Deus. Jesus disse isso de outra forma: “As palavras que Eu lhes tenho dito são espírito e vida.” (João 6.63) Seja verdadeiramente inteligente. Ouça o que Ele diz. Aplicação: Cuide do seu corpo, invista em sua educação — mas principalmente, acima de tudo, procure saber e seguir o que Deus diz. Entre cuidar de sua aparência, adquirir informações de várias fontes, e ouvir a Palavra de Deus — a que você tem dado mais atenção? Você é alguém com perfeita saúde, vastos conhecimentos, mas infeliz? Por que você acha que as pessoas são tão ávidas por notícias e outras informações mas tão resistentes, desinteressadas e preguiçosas para ouvir a Palavra de Deus? Quais os efeitos que estes 40 dias têm tido em você? Responda a pelo menos uma pergunta em seu comentário.

PENSAMENTO #37 __ A MAIOR SUPERAÇÃO

Tudo é possível ao que crê. Marcos 9.23 Talvez este seja o mais ilimitado, mais inspirador, e mais motivador Pensamento de Jesus. Diz tanto em tão poucas palavras. Abre as portas para a imaginação. Revigora o desanimado. Mostra que o que queremos só depende de nós e mais ninguém. Nosso erro muitas vezes é se comparar com outras pessoas. Pensamos que elas são nossos concorrentes. Queremos ser melhores ou no mínimo tão bons quanto elas. Daí medimos nosso desempenho pelo dos outros. Ficamos felizes quando os superamos e tristes quando não. Pensamos totalmente errado porque nossa maior concorrência, na verdade, somos nós mesmos. Temos de ser nosso principal foco de superação. Quantos superam inimigos ou adversários superfortes mas sucumbem diante de si mesmos? Mike Tyson, o famoso lutador de boxe americano, ganhou todos os títulos que um pugilista poderia ter. Sua carreira era invejável. Seus adversários eram fulminados no ringue, um por um, às vezes em apenas alguns segundos. Se tornou um esportista famoso e milionário. Porém, fora do ringue, Tyson não conseguiu se superar. Casou e divorciou três vezes. Foi condenado à prisão por estupro. Agrediu pessoas na rua. Se tornou alcoólatra e drogado. Eventualmente, declarou falência e confessou recentemente que quase morreu por conta dos vícios. A sua luta contra si mesmo ainda está para ser decidida. Mas não somos melhores que ele. Todos nós cometemos o erro de buscar o sucesso superando os inimigos externos. Mas o que conquistamos do lado de fora depende do que temos dentro: a nossa fé. O que faz tudo possível é o que cremos. E crença é algo que está dentro de cada um. Por isso, a maior superação é superar a si mesmo. Usando esse poder que está dentro de você, tudo lhe será possível. A dúvida vê os obstáculos. A fé vê o caminho. A dúvida vê a escuridão da noite. A fé vê o romper do dia. A dúvida receia dar um passo. A fé voa nas alturas. A dúvida pergunta, “Quem acredita?” A fé responde, “Eu”. E você, crê? Aplicação: Há fé aí dentro de você, pois ela é um presente de Deus para todos. Desperte, exercite, ponha essa fé para funcionar. Supere a si mesmo e tudo lhe será possível. E se a partir de agora você começar a competir com você mesmo? E se você determinar se superar, ser a cada dia um pouquinho mais e melhor que o dia anterior? E se você começar a crer que com a ajuda de Deus, tudo realmente lhe é possível? O que você tentaria se soubesse com certeza que conseguiria? Deixe seu comentário.

PENSAMENTO #36___ SINDROME DA JUSTIÇA PRÓPRIA

O fariseu, posto em pé, orava de si para si mesmo, desta forma: Ó Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens… Lucas 18.11 Jesus expressou através da história acima o seguinte pensamento: “Se você andar por aí de nariz empinado, vai acabar de cara no chão, mas, se com humildade enxergar quem você é, acabará se tornando uma pessoa melhor.” Ou seja, quem se exalta será humilhado, quem se humilha será exaltado. O fariseu na história se achava muito bom, certinho, bem acima das demais pessoas que via ao seu redor. Cheio de si, orava de si para si mesmo. Note: para si mesmo, não para Deus. É claro que Deus não perde tempo com orações de pessoas assim. “Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes.” (1 Pedro 5.5) Infelizmente as pessoas para quem este Pensamento é dirigido quase nunca perceberão o recado. Elas entenderão a mensagem mas logo pensarão que é a respeito de outros, não delas mesmas. Elas se acham justas. São sábias aos próprios olhos. Pensam que quase nunca erram. E quando erram, é sempre com boa justificativa. Perceba se você costuma contar muito suas próprias vantagens e qualidades; apontar os defeitos dos outros; ter dificuldade de enxergar ou reconhecer seus próprios erros; usar muito “eu sempre…” em seu linguajar, e em seguida mencionar alguma virtude sua (ou “eu nunca…” seguido de algo negativo). Você constantemente se acha desapreciado porque as pessoas não lhe reconhecem? Seu orgulho é ferido e sua raiva se acende quando é chamado a atenção? Se você costuma ter alguma dessas atitudes, provavelmente tem a síndrome da justiça própria. Caia na realidade. Ser humilde é ser verdadeiro consigo mesmo pois ninguém está com essa bola toda. Aplicação: Esforce-se para ser o melhor e fazer tudo com perfeição — mas nunca para esperar reconhecimento dos outros nem buscar glória própria. Como você lida com seus sentimentos de estar sendo desprezado, chamado a atenção, ou falta de reconhecimento? Você tem dificuldade de enxergar seus erros? Tem facilidade de notar os dos outros? Como uma pessoa pode ser sinceramente humilde? Deixe seu comentário.

PENSAMENTO #35 ___ ANTECIPANDO , DEFININDO , SOLUCIONANDO

Onde compraremos pães para lhes dar a comer? João 6.5 Jesus havia subido em um monte com Seus discípulos. Não demorou muito, Ele olhou e viu à distância uma grande multidão que vinha em Sua direção. Antecipando o problema, fez a pergunta acima a Filipe, um dos doze discípulos. Ele já sabia o que iria fazer para resolver o problema (já tinha a solução), mas perguntou mesmo assim para testar aquele discípulo. O que me chama a atenção aqui é que bastou Jesus olhar para a multidão se aproximando para Ele antecipar o problema. Essa é uma rara habilidade. Pensar adiante, antever o que irá acontecer, é de grande valia em todas as áreas da vida. Se você pensa lá na frente, antecipa os problemas que poderão acontecer, você se coloca à frente da maioria das pessoas. E assim pode tomar decisões preventivas ou se preparar para o inevitável. Você é o funcionário que todo patrão pagaria duplos honorários para ter. Todos têm a capacidade de antecipar certas coisas usando a lógica, a inteligência e a imaginação. Basta colocar a mente para funcionar. Um outro ponto é a objetividade de Jesus na definição do problema: “Onde compraremos comida para toda essa gente comer?” Ou seja, foi direto ao ponto, rápido, claro e sem rodeios. “As pessoas vão sentir fome” (problema). “Onde vamos comprar comida para elas?” (busca da solução). Não perdeu tempo Se lamentando nem culpando ninguém. Uma das minhas maiores frustrações é trabalhar com pessoas que (1) não antecipam problemas, (2) não sabem definir o problema com objetividade, e (3) não apresentam soluções mas apenas reclamações. Pensar como Jesus é fazer o contrário. Aplicação: Pratique antecipar o que pode dar errado ou acontecer. Desde o trânsito que poderá lhe atrasar amanhã cedo até como se sustentará financeiramente na velhice. Previna ou prepare-se para as dificuldades. Seja objetivo no falar — não enrole nem dê voltas. Foque nos resultados. Defina o problema corretamente. E apresente soluções, não apenas reclamações. Você se lembra de algum problema ou situação que poderia ter evitado se apenas tivesse pensado com mais antecedência? Você tem dificuldade de ser objetivo e direto ao ponto? Como você pode praticar a objetividade? Você costuma ser o chorão que sempre traz problemas e nunca a solução? Deixe seu comentário.

PENSAMENTO #34 ___ VOCÊ SERÁ COBRADO

Mas àquele a quem muito foi dado, muito lhe será exigido; e àquele a quem muito se confia, muito mais lhe pedirão. Lucas 12.48 Deus cobrará de nós resultados segundo nossa capacidade. Essa é a essência desse Pensamento de Jesus. Isso é confirmado em várias outras passagens bíblicas. Uma das principais é a Parábola dos Talentos (Mateus 25.14-30). Contrário ao que muitos pensam e ensinam, Deus não vai passar a mão na cabeça de ninguém no que diz respeito às suas responsabilidades e capacidades. Aquela ideia de que Deus irá perdoar, ser compassivo e misericordioso se aplica apenas ao pecador ignorante que se arrepende. Pecou porque não sabia melhor. Mas para o pecador consciente, que decidiu insistir em errar ou ser relaxado com suas responsabilidades, não haverá perdão, compaixão nem misericórdia. E ainda há uma agravante. Nem os totalmente ignorantes sairão ilesos. Note o que disse Jesus antes do “Mas” no início do Pensamento acima: “Aquele, porém, que não soube a vontade do seu senhor e fez coisas dignas de reprovação levará poucos açoites.” Quer dizer, mesmo quem fez o que era errado por ignorância (não soube a vontade do Senhor), será punido — ainda que menos do que os que erraram conscientemente. Ignorância não é desculpa quando o conhecimento está ao seu alcance. A Bíblia diz que a descrença do ser humano é indesculpável pois a própria natureza anuncia a existência de Deus. (Romanos 1.20; Salmo 19.1-4) Só não crê n’Ele quem não pensa ou escolhe ignorá-Lo. Deus espera resultados de nós. Resultados em termos de obediência, crença, exemplo, bons frutos, crescimento, multiplicação, desenvolvimento segundo os talentos e capacidade que nos confiou. Como um pai que investe na educação do filho, um patrão que treina seu funcionário, um agricultor que semeia a terra — Deus espera o Seu retorno. Ele tem investido em nós, semeado Seus Pensamentos em nosso coração, nos treinado para as batalhas da vida. Temos a capacidade e o conhecimento. E quanto mais temos, mais devemos produzir. Não tenha dúvida sobre isso: você será cobrado. Aplicação: Exija resultados de si mesmo pois você tem capacidade. Não se permita dar desculpas, pois Deus não as aceitará — nem em casos de ignorância. Quais os resultados que você tem produzido segundo seus talentos, conhecimentos e capacidade? Você costuma usar a ignorância como desculpa (“eu não sabia…”)? O que você acha de pessoas que não produzem resultados e são acomodadas em ser assim? Deixe seu comentário.

PENSAMENTO #33 ___ AMARICANDO O SENHOR DOS EXÉRCITOS

O que você vai fazer, faça logo! João 13.27 Tradicionalmente, as religiões sempre pintaram a imagem de Jesus como alguém meigo, dócil, submisso e gentil. Uma rápida olhada nas obras de arte sacra lhe mostrará isso. Jesus com carinha de anjo. Jesus com unhas feitas. Jesus com cabelo de chapinha. Jesus desmunhecado. Jesus com um cordeirinho nos ombros. Sempre inofensivo. Um doce de pessoa. Se a estratégia era fazer com que Seus seguidores se tornassem como aquela imagem, funcionou. Note a diferença entre os primeiros seguidores de Jesus e os de hoje. Os primeiros cristãos viram Jesus em carne e osso. Os que não, O conheceram pelos apóstolos que haviam estado com Ele. Por isso eram destemidos, entregues, ousados… revolucionários. Não se intimidavam diante das implacáveis perseguições. Eram iguais ao seu Mestre. Mas como eram, e são até hoje, os cristãos que nasceram após a Igreja Romana, que virou instituição religiosa e tradicionalizou a fé? Iguais àquela imagem amaricada de Jesus criada pelos artistas religiosos. “Tornem-se semelhantes a eles os que os fazem e quantos neles confiam.” (Salmo 115.8) Por que essa estratégia? Simples: pessoas passivas não incomodam ninguém. Os poderosos têm interesse nisso. É mais fácil controlar um povo que não reage a nada. A religião sempre foi uma arma eficaz nas mãos deles. No Pensamento acima, vemos, como um raio de luz por uma brecha no telhado, um pouco da impetuosidade de Jesus ao falar com o traidor, Judas, já possuído por Satanás: “Pode vir! Vamos acabar logo com isso.” Anteriormente, ao receber um recado de ameaça do Rei Herodes, respondeu à altura: “Vão e digam para aquela raposa que Eu mandei dizer o seguinte…” (Lucas 13.32) Se você receber o Espírito do verdadeiro Jesus, você também terá a coragem, o destemor e a intrepidez para enfrentar tudo o que lhe afronta. Sim, há hora certa para ser dócil e gentil. Quando os problemas atacam, não é essa hora. Aplicação: Seja impetuoso e corajoso no momento da luta. Choro, passividade e pena de si mesmo não vão lhe ajudar em nada. Você já tinha reparado os Jesuses amaricados que existem por aí? E os cristãos bananas que são fortes nos conhecimentos e fracos na fé? Como você precisaria ajustar sua visão de Jesus para que ela impacte nas suas atitudes? Deixe seu comentário

PENSAMENTO #32 ___ SERÁ QUE É UM FANTASMA?

Sou Eu. Não temais! João 6.20 Os doze discípulos cruzavam o Mar da Galileia em um barco, à noite, sem Jesus. O Mestre havia ficado para trás, no monte, a orar. De repente, um vento forte começou a soprar e a levantar as ondas. Os discípulos já tinham remado uns cinco ou seis quilômetros, quando viram Jesus andando em cima da água e chegando perto do barco. E ficaram com muito medo porque no meio da noite e da tempestade não O reconheceram. Já não bastava a tempestade, agora um fantasma! Jesus então os conforta e diz “Sou Eu. Não tenham medo!” O receberam a bordo e “logo o barco chegou ao seu destino.” (v.21) Note que a tempestade começou de repente. Até então, a travessia dos discípulos prosseguia sem maiores problemas. Eles não haviam previsto aquela virada no tempo. Agora, se encontravam no meio de uma tormenta no mar. Às vezes zarpamos em direção a alguma conquista e no meio do caminho aparecem adversidades inesperadas. O casamento estava indo bem, de repente uma crise. As finanças e os negócios de vento em popa, até que do nada um revés sacode o seu barquinho. Você se vê no escuro. E para ajudar, os “fantasmas” — problemas em cima de problemas — começam a aparecer. Os discípulos deveriam lembrar, assim como nós, que Jesus estava no monte orando por eles. Ele intercede ao Pai por nós. Neste exato momento, se você está no olho da tempestade, Ele está não somente orando por você, mas Se movendo em direção ao seu barquinho para lhe ajudar. Quando a noite está mais escura, o mar mais bravio, e até fantasmas começam a aparecer, Ele lhe diz: “Sou Eu. Não tenha medo!” Receba-O em seu barquinho e logo chegará seguro ao seu destino. Aplicação: Não olhe para o que está acontecendo e sim para o que vai acontecer. Não se encha o seu coração de medo mas de fé. Ele está no seu barco. Você já passou ou está passando por uma tempestade inesperada? O tempo se fechou para você? Como você pode reagir em situações assim, conforme as lições acima? E se toda vez que você olhar para o problema, repetir as palavras de Jesus para si mesmo, “Sou Eu. Não temas!”? Deixe seu comentário.

PENSAMENTO #31 ___ A CAIXA DE BOLO

Se alguém te obrigar a andar uma milha, vai com ele duas. Mateus 5.41 O dono de uma padaria estava procurando por um rapaz para começar a trabalhar e lhe ajudar no dia a dia do negócio. Três rapazes se apresentaram para o teste: Edinho, Maurício e João Carlos. O teste era entregar um bolo confeitado em uma linda caixa para a Sra. Maria Torres na Rua dos Arqueiros, 789. Edinho foi o primeiro a sair, mas no meio do caminho telefonou para a padaria para perguntar se o número era 798 ou 897. Uma hora depois, ele finalmente voltou com a caixa de bolo dizendo que tal número não existia. Maurício foi próximo. Saiu e voltou logo, trazendo a caixa de bolo. Relatou que Rua dos Arqueiros, 789 era uma igreja, e que a Sra. Maria Torres morava na verdade no 789 B, mas recentemente havia se mudado. Era a vez de João Carlos. Ele saiu e levou mais tempo do que os outros rapazes, mas voltou sem a caixa de bolo. João descobriu o mesmo que Maurício, mas não parou por aí. Perguntando aos vizinhos, conseguiu descobrir o novo endereço da Sra. Torres e foi até lá. A Sra. Torres disse a ele (como era de se esperar) que não havia feito nenhum pedido de bolo. Mas João Carlos desembrulhou a caixa, mostrou o delicioso bolo para ela, disse-lhe o preço e convenceu-a a aceitá-lo e pagar pela entrega. Qual o rapaz que o dono da padaria empregou? “Andar mais uma milha” é um dos Pensamentos mais conhecidos de Jesus. Mesmo assim, por ser tão pouco praticado, dois mil anos depois ainda nos surpreendemos quando alguém excede nossas expectativas. A maioria das pessoas não quer andar nem uma milha, que dirá duas. Agora imagine as oportunidades que esse fato lhe traz se você começar a andar mais uma milha em tudo o que faz? (Rima não intencional, mas até que soou legal.) (Rima não intencional, de novo.) Aplicação: Prometa menos, entregue mais. E se você se tornasse um “marido mais uma milha”, “esposa mais uma milha”, “filho mais uma milha”, “funcionário mais uma milha”, “patrão mais uma milha”, “cristão mais uma milha”…? Como você pode se tornar “mais uma milha” já? Deixe seu comentário

PENSAMENTO #30 ___ ELE ODEIA PERDER

Recolhei os pedaços que sobraram, para que nada se perca. João 6.12 Jesus havia acabado de multiplicar cinco pães e dois peixinhos para alimentar uma multidão de mais de dez mil pessoas. Quando todos se fartaram, o que Ele fez? Mandou recolher o que sobrou para que nada se perdesse. Aquele que tem o poder de gerar qualquer quantidade de suprimento, cujo celeiro é a infinidade dos céus, Se preocupou em não desperdiçar algumas sobras. Jesus não quer que nada se perca. Ele odeia perder. Não quer perder Seus escolhidos (João 17.12). Não aceita perder uma ovelha no meio de cem (Lucas 15.4). Não aceita que nem um fio de cabelo da nossa cabeça seja perdido para os que nos odeiam e nos perseguem (Lucas 21.18). Dá uma festa quando alguém que estava perdido é salvo (Lucas 15.32). Manda recolher sobras de pães e peixes para que nada se perca. Deus odeia perder. Quem é de Deus também tem esse caráter. Infelizmente, perder já se tornou o hábito de muitas pessoas. Elas aceitam derrota com a maior naturalidade. Justificam suas perdas como algo normal. Na maioria das empresas há um orçamento só para admitir perdas. Mas se você absorver esse Pensamento de Jesus, você passará a odiar perdas. Perder seu tempo com bobagens. Perder o tempo dos outros chegando atrasado em seus compromissos. Perder dinheiro com maus hábitos de consumo — seja deixar uma luz acesa sem necessidade, comprar algo só porque está em promoção, gastar com o que não é pão etc. A única perda que Deus nos aconselha sofrer é a que nos trará maiores ganhos: “Quem perder a vida por minha causa, esse a salvará.” (Lucas 9.24) Aplicação: Odeie perdas e desperdícios. Treine-se a não aceitar derrota nem mal uso dos seus bens e recursos — e a respeitar os dos outros. Perder ou ganhar são hábitos. Qual deles você tem? (Não qual deseja ter, mas o que realmente pratica?) Você se acostumou a justificar suas perdas e derrotas? Quão econômico, eficiente é você com seus recursos e os dos outros? Qual a diferença entre ser econômico e ser pão-duro? Deixe seus comentários.

PENSAMENTO #29 ___ O POBRE BILL GATES

Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Que daria um homem em troca de sua alma? Marcos 8.36,37 O homem mais rico do mundo atualmente é Bill Gates, com uma fortuna de $79 bilhões de dólares ($175 bilhões de reais). Para você ter uma ideia de quanto dinheiro isso representa, se ele gastasse cem reais por segundo, todos os dias, 24 horas por dia, ele precisaria viver mais 55 anos para gastar toda sua fortuna (isso se não ganhar mais nenhum centavo durante esse período). Ainda assim, Bill Gates não é dono do mundo. Sua fortuna representa uma infinitésima fração das riquezas em nosso planeta. Imagine que alguém consiga um dia ser dono de todas as riquezas existentes, a ponto de fazer Bill Gates parecer um mendigo. Jesus disse que sua alma vale ainda mais que a fortuna desse alguém. Você consegue perceber o valor dela? Infelizmente, a maioria de nós não tem ideia de valor próprio. Por isso, valorizamos muitas pessoas e coisas acima de nós mesmos. Quando você absorver esse Pensamento de Jesus sobre o valor de sua alma, você nunca mais se olhará no espelho da mesma maneira. Nunca mais aceitará que a opinião dos outros lhe faça sentir diminuído. Nunca mais trocará sua alma por supostas riquezas desse mundo. Nunca mais desprezará Aquele que lhe valorizou tanto. Já ouvi muitos dizerem que a alma de alguém não tem preço. A verdade é que o preço de minha alma e de todas que creem no Senhor Jesus custou a vida d’Ele. Agora imagine o valor que Ele tem. Aplicação: Valorize sua alma e Quem a valorizou acima de toda a riqueza desse mundo. O que você acha do valor que Jesus atribuiu à sua alma? Você tem dificuldade com uma baixa autoestima? Agora que você sabe o seu valor, como passará a se olhar? E o que dizer daqueles que maldizem as ofertas destinadas a ganhar almas? Deixe seu comentário.

PENSAMENTO #28 ___ SÓ PARA QUEM QUER SER RICO

Porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração. Lucas 12.34 Desde criança aprendemos a depender de pessoas, conhecimentos, e riquezas. A princípio somos totalmente dependentes das primeiras pessoas que conhecemos: nossos pais e familiares. Estes, por sua vez, nos ensinam com as melhores das intenções, a estudar, ir bem na escola, para garantirmos um futuro estável. E uma das primeiras coisas que também aprendemos ao longo da infância e juventude é que dinheiro é bom e quanto mais tivermos dele, melhor. O único problema é que tudo isso pode se tornar numa grande armadilha para nós mesmos. •Se nos apegarmos às pessoas que amamos, o que será de nós se elas nos decepcionarem, nos deixarem ou morrerem? •Se dependermos somente dos conhecimentos que os estudos e a ciência podem nos oferecer, o que faremos quando seus limites não alcançarem nossas necessidades? Por exemplo, quando um médico nos diz que nossa doença é incurável ou quando o melhor advogado diz que nossa causa está perdida? •E se fizermos do dinheiro nossa segurança, o que faremos se ele acabar ou não for o suficiente para resolver nossos problemas? Por isso Jesus nos alertou: “Não faça nada terreno o seu tesouro. Porque nada terreno é seguro, durável ou infalível.” Nosso coração sempre estará apegado ao que muito valorizamos. E se o que valorizamos acabar ou nos falhar, com aquilo irá nossa vida. A solução? Ele deu a dica: “Ajuntem riquezas no céu, onde as traças e a ferrugem não podem destruí-las, e os ladrões não podem arrombar e roubá-las.” Aplicação: Ame as pessoas, adquira conhecimentos, prospere o máximo que puder — mas jamais faça disso o seu tesouro. Quando Deus for sua riqueza, você nunca mais será pobre. Você já foi profundamente abalado pela perda de alguém ou por sentimentos ruins causados por pessoas próximas? Já testou os limites da ciência e foi decepcionado? Já teve um problema que dinheiro não pôde resolver? Deixe seu comentário.

PENSAMENTO #27 ___ O SEGREDO DE SER HONRADO EM PÚBLICO

Mas você, quando orar, entre no seu quarto e, fechando a sua porta, ore a seu Pai que está em secreto; e seu Pai, que vê em secreto, lhe recompensará publicamente. Mateus 6.6 Espiritualidade não é show para ser exibida em busca de aplauso. É claro que em encontros públicos, cujo objetivo é a oração e devoção a Deus, inevitavelmente nossos atos serão vistos. O problema não é esse, mas sim quando nossos atos de fé se tornam nada mais que teatro para impressionar a outros. Deus não está buscando atores. Ele busca pessoas sinceras. O seu quarto é um lugar de incrível poder. Ali, ou em qualquer lugar longe dos olhos de outros, você pode conversar com Deus. Derramar sobre Ele suas ansiedades e medos. Pedir direção. Chorar. Sorrir. Apresentar seus sonhos e planos futuros. Arrepender-se dos seus erros. Buscar forças para continuar na luta e vencer. Infelizmente, nem todos usam desse poder. Acham que Deus já sabe o que precisam, por isso não há necessidade de orar. Dizem que não têm tempo ou não sentem vontade. Não sabem o quanto perdem. Um velho ditado cristão diz: “Quem anda de joelhos não tropeça.” Segundo este Pensamento de Jesus, além de não tropeçar, é recompensado publicamente. Talvez sua vergonha pública seja por causa de seu orgulho de não se curvar e orar quando está só. Aplicação: Experimente praticar a oração em secreto todos os dias. Se você não tem o hábito de passar um tempo com Deus diariamente, o que lhe impede? Quais suas desculpas? Por que você acha que a oração em secreto tem tanto valor para Deus e para você? Deixe seu comentário.

PENSAMENTO #26 ___ DESCONFIE DE QUEM JURA

Seja, porém, a tua palavra: Sim, sim; não, não. O que disto passar vem do maligno. Mateus 5.37 “Deus é minha testemunha…” “Juro pela alma da minha mãe…” “Diante de Deus…” Você já usou estas ou outras expressões semelhantes para afirmar que você estava falando a verdade? Segundo este Pensamento de Jesus, quem é verdadeiro não precisa jurar por nada nem ninguém. Uma palavra basta. Seu sim é sim. Não há dúvida. Não existe um “porém”. O mesmo com seu não. Novamente aqui Jesus joga os padrões de caráter e conduta lá para cima. Os judeus estavam acostumados a jurar pelo céu, por Jerusalém, ou por suas próprias vidas. Porém, assim como juravam com base na Lei de Moisés, também quebravam seus juramentos quando lhes convinha, usando outra parte da Lei. Suas promessas e juramentos não valiam nada. O que Jesus estabelece aqui é que nossa reputação por dizer a verdade deve ser tão impecável que ninguém ache necessário que confirmemos nossas palavras com um juramento. Adotar esse padrão exige de nós uma reforma total em nossa maneira de pensar e falar. No pensar, precisamos aprender a não ficar na dúvida, entre o sim e o não, indefinidos em nossas opiniões. Temos que nos treinar a decidir pelo sim ou pelo não com firmeza e rapidez. Afinal, quem e o que está na frente, atrás, ao lado, acima, abaixo e entre o sim e o não? O diabo e suas sugestões. Se reformarmos nossa maneira de pensar e escolhermos sempre o sim ou o não, em qualquer situação, venceremos nossas dúvidas e fraquezas. Daí, a outra metade: ser verdadeiro e firme nas palavras. Zele por elas. Cumpra o que você diz. Por isso, não seja precipitado no falar. Não embeleze seu discurso para impressionar ninguém. Não prometa mais do que pode cumprir. Quando você construir essa reputação, sua palavra valerá mais que ouro, literalmente. E você não precisará fortalecê-la com juramentos. Aplicação: Treine sua mente a decidir com firmeza e rapidez entre o sim e o não, sempre. E zele por suas palavras para que sejam sempre verdadeiras e cumpridas. Você muda muito de pensamento? Tem dificuldade de firmar uma opinião ou decisão? Qual a reputação de suas palavras entre os que lhe conhecem? Há alguém que deixou de confiar no que você fala? Você tem o hábito de usar alguma frase tipo “diante de Deus…” para confirmar que está dizendo a verdade? O que você precisa mudar para construir uma impecável reputação de ser verdadeiro? Deixe seu comentário.

PENSAMENTO #25 ___ AS DUAS PERNAS

Segue-Me. João 1.43 É difícil imaginar como que as pessoas deixavam suas casas, negócios, amigos, familiares, medos, dúvidas e planos pessoais ao som de apenas duas palavras vindas da boca de Jesus: “Segue-Me”. O que Ele tinha que, ao ouvir essas palavras e olhar para Ele, as pessoas viam algo muito maior, mais importante e mais valioso do que tudo o que elas conheciam e tinham até então? Como é que elas, de repente, sem muita consideração, deixavam tudo e O seguiam, sem informações adicionais? É bem verdade que nem todos aceitavam o convite. Alguns confiavam mais no que já tinham e conheciam. Duvidavam das palavras d’Ele. A sua descrença era maior que sua fé. O que eles não entendiam era que se Jesus fosse dar maiores explicações, riqueza de detalhes sobre o que iria acontecer se eles deixassem tudo para segui-Lo, eles não necessitariam fé. Se Ele explicasse e dissesse, “Segue-Me porque assim terás direção para tua vida; Comigo sempre estarás seguro pois Eu sou o Filho de Deus; nunca deixarei que nada te falte; tu serás infinitamente mais feliz e melhor do que és hoje…” — aí o apelo já começa a parecer um bom negócio. Não necessita fé, apenas inteligência. Inteligência é imprescindível, mas não é tudo. A fé transcende a inteligência. Por isso que essas duas quando aliadas tornam a pessoa invencível. Nunca despreze uma a favor da outra. Use ambas igualmente. Quem tem inteligência e fé, não hesita em seguir Jesus. N’Ele estão a direção para a vida e a segurança para o amanhã. Quem O segue, não erra. Aplicação: Use sua fé aliada à sua inteligência, sempre. Como suas duas pernas, dê um passo com uma e outro com a outra. Não ande por aí como Saci-Pererê. Você tem seguido Jesus? De perto ou de longe? De fato ou só de mente? Você tem equilibrado bem o uso da fé e da inteligência ou tende mais para uma ou outra? Por que você acha que algumas pessoas não respondem ao “Segue-Me”? Deixe seu comentário

PENSAMENTO #24 ___ O ENDEREÇO DE DEUS

O que é que vocês estão procurando? João 1.38 Primeiro, note como Jesus amava fazer perguntas. Lendo Suas palavras nos Evangelhos você percebe quantas vezes Ele Se dirige a alguém ou a um grupo de pessoas fazendo uma pergunta. Isso não foi acidental. Quando você pensa na resposta a uma pergunta, isso lhe obriga a pensar. Isto quer dizer que Jesus queria, e quer, que as pessoas pensem. Deus não quer crentes que não pensam, pois isso não O glorificaria. Ele quer adoradores inteligentes. (Note que sempre fazemos perguntas aqui no final de cada Pensamento de Jesus. Quem tem respondido essas perguntas com certeza tem beneficiado mais de cada Pensamento.) Tendo feito essa observação, pense agora na pergunta que Ele fez acima. “O que você está procurando?” Pense na sua resposta. Muitos não sabem responder essa pergunta. Nem todos estão procurando coisas muito significantes na vida. Há quem viva apenas por viver, um dia após o outro, respirando, comendo, bebendo, andando para lá e para cá, dormindo — mas não necessariamente buscando uma existência mais significativa. Outros estão buscando desesperadamente e com todas as forças — as coisas erradas. Fama. Dinheiro. Um amor equivocado. O reconhecimento de seus colegas. E tantas outras coisas que parecem importantes mas não são. Os dois jovens a quem Jesus fez esta pergunta responderam com outra pergunta: “Mestre, onde o Senhor mora?” Eis aí uma busca inteligente. Quando você descobre onde o Mestre mora e O encontra, você descobre outro tesouro: que na verdade, Ele quer morar em você. Aplicação: Atente para o que você tem procurado na vida, onde estão focadas suas energias, e se essa busca é de fato digna de seus esforços. O que você tem procurado? Você já encontrou com o Mestre? Você já se tornou no próprio endereço d’Ele? Deixe seu comentário.

PENSAMENTO #23 ___ ESTA É A HORA AQUI É O LUGAR

Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus. Mateus 4.17 Esta foi uma das primeiras mensagens que Jesus transmitiu aos Seus ouvintes. Nela estão contidos dois pensamentos principais: (1) Arrependei-vos — a palavra que Ele usou no grego (μετανοέω metanoéō) indica mudança de mente seguida de mudança de comportamento. Significa “mudar sua condição pela mudança de seus pensamentos”. Jesus nos chama a pensar diferente para que a vida seja diferente. Quem está vivendo no erro, na autodestruição, longe de Deus — está assim porque seus pensamentos estão torcidos. O arrependimento começa na mente, com uma mudança de pensamento, e termina na atitude, com a mudança de comportamento. Sem ambos, não há arrependimento. (2) A proximidade do reino de Deus — a proximidade aqui não é só de tempo mas de lugar. O reino de Deus chegou perto de você, em outras palavras. Está logo aí, na sua frente. Significa oportunidade, momento oportuno, hora e lugar de aproveitar a chance. Nem todos recebem essa oportunidade. Há quem daria tudo pela oportunidade que você tem tido durante estes 40 dias de conhecer os Pensamentos de Jesus. Mas a chance ainda não chegou a elas. Deus tem chegado perto de nós. Ele Se aproxima de várias formas para nos dar a chance de salvação e de conhecer uma vida melhor. Mas para aproveitarmos a oportunidade, temos de mudar nossos pensamentos e atitudes. “Mudem sua maneira de pensar e de agir, porque Eu estou aqui, bem próximo de vocês.” Esse foi um dos primeiros recados de Jesus. Recusar-se a mudar seus pensamentos e atitudes, apesar de Deus ter Se aproximado de você, significa mandá-Lo embora, afastá-Lo de você, e perder um chance que poderá não se repetir. “Não Senhor, obrigado pela visita mas estou bem como estou. Quero continuar pensando e vivendo assim. Prefiro não ser incomodado, por favor.” Não tenha dúvida de que Ele lhe atenderá e irá para quem O quer. Aplicação: Deus está próximo de você através deste texto. Foi Ele quem lhe trouxe aqui. Aproveite a chance e mude sua maneira de pensar e de agir. Agora. Você percebe Deus Se aproximando de você através destes 40 Pensamentos? Você tem mudado sua maneira de pensar e de agir como resultado do que tem aprendido? Como? Deixe seu comentário.

PENSAMENTO #22 ___ O MUNDO DE PONTA CABEÇA

Uma coisa ainda te falta: vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro nos céus; depois, vem e segue-Me. Lucas 18.22 Jesus estava falando com um jovem que era muito, muito rico. Não era comum um jovem ser rico, portanto presume-se que ele havia herdado sua riqueza de seu pai. Ele sabia o valor de uma herança, mas não sabia o valor de uma conquista, pois nunca teve de trabalhar duro para conquistar nada. Este jovem queria herdar também a vida eterna, e este desejo o levou até Jesus. Porém, quando Jesus foi direto e fulminante na resposta, o jovem ouviu o que não queria e se retirou triste. Na verdade, ele não veio buscar a resposta. Ele veio buscar facilidade. Mas no mundo de Jesus não há facilidades. Comparado ao mundo em que vivemos, o mundo de Jesus é de cabeça para baixo e de trás para frente. É todo ao contrário. No mundo de Jesus, os últimos serão os primeiros, quem é maior serve o menor, e quem dá é mais feliz do que quem recebe. No mundo de Jesus, o fraco é forte, os perseguidos são abençoados, e os inimigos devem ser amados. Ele mesmo, sendo rico Se fez pobre, tendo autoridade Se fez submisso, sendo mestre lavou os pés de Seus discípulos. O mundo de Jesus realmente é de ponta-cabeça para quem vive fora dele. Como aquele jovem rico, muitos não querem tamanha reviravolta em suas vidas. Querem algo de Jesus, sim, mas não querem ser incomodados em sua maneira de viver. Querem coisas que só podem ter se entrarem no mundo de Jesus, mas não querem deixar as coisas de seu próprio mundo para obtê-las. Querem facilidades. Por isso, quando descobrem que o caminho é de sacrifício, voltam cabisbaixas para seu próprio mundo. Ele explicou isso de outra maneira: “Quem quiser preservar a sua vida perdê-la-á; e quem a perder de fato a salvará.” — Lucas 17.33 Aplicação: Quando Jesus lhe propõe algo que virará sua vida de cabeça para baixo, aceite a proposta. Na verdade, o resultado final será que você ficará de cabeça para cima. Jesus já virou sua vida de “cabeça para baixo”? Você tem hesitado em fazer o que Ele lhe pede por medo de não dar certo? O que você acha que teria acontecido se aquele jovem rico tivesse feito o que Jesus mandou? Deixe seu comentário.

PENSAMENTO #21 ___ UM GOLPE DURO

Vocês ouviram o que foi dito: “Não cometa adultério.” Mas Eu lhes digo: Quem olhar para uma mulher e desejar possuí-la já cometeu adultério no seu coração. Portanto, se o seu olho direito faz você pecar, arranque-o e jogue-o fora. Pois é melhor perder uma parte do seu corpo do que o corpo inteiro ser atirado no inferno. Mateus 5.27-29 Eu era um adolescente quando encontrei este pensamento de Jesus pela primeira vez. Eu me senti como todos os homens que já leram isso devem ter se sentido: o maior adúltero da face da terra. Afinal, a vida de um rapaz adolescente consiste, basicamente, em olhar e desejar todas as mulheres que não sejam sua mãe, avó, irmã ou Dona Megera — aquela professora na escola que nem o Frankenstein quer como amiga. (Por alguma razão, toda escola tem uma Dona Megera. Coisa de outro mundo.) Eu não entendia por que Jesus teria dado um golpe tão duro em nós homens. “Mas por quê?” – eu perguntava, com voz de criança que queria comer o doce antes do almoço e a mãe não deixava. E eu relutei com isso por muito tempo. Eventualmente entendi que a ideia é “não começar o que você não pode terminar” ou “não começar o que vai terminar em algo que você vai se arrepender”. E isso se aplica tanto para homens quanto para mulheres, e não só no assunto de adultério, pois quando Ele expandiu o pensamento, falou em arrancar o olho ou a mão para que não levem você a errar por inteiro em qualquer área da vida. Cortar o mal pela raiz sempre é a melhor estratégia. Se você não vai realmente se deitar com aquela pessoa, por que desejá-la em seu coração? Só para sofrer? Para se desligar emocionalmente do seu cônjuge? Para dar a luz a esse desejo, cometer adultério de fato e acabar com seu casamento? Não é melhor então não desejar? Note, porém: Jesus não condenou o olhar, e sim o desejar. Quem tem olhos, inevitavelmente olha e nota uma outra pessoa. Mas para por aí. Se o notar progride para o desejar, então é melhor “arrancar o olho”, como diz. Ou seja, aí é melhor mesmo nem olhar. Aplicação: Identifique as pequenas atitudes ou pensamentos que lhe levam a erros maiores. Corte-os pela raiz. O que você precisa “arrancar” de sua vida que está lhe levando a erros maiores? Você já teve problemas no relacionamento porque seu parceiro se incomodou com suas olhadas para pessoas do sexo oposto? Deixe seu comentário.

PENSAMENTO #20 ___ A FAMILIA MODELO

O Filho não pode fazer nada por Sua própria conta, pois Ele só faz o que vê o Pai fazer. Tudo o que o Pai faz o Filho faz também, pois o Pai ama o Filho e Lhe mostra tudo o que está fazendo. João 5.19,20 Uma família perfeita funcionaria como a Família Divina – Pai, Filho e Espírito Santo. Na Família de Deus, o Pai é o exemplo para o Filho. Tudo o que o Pai faz, Ele também mostra e ensina ao Filho porque O ama. Não há segredos. Não há carta na manga. Não há razão para desconfiança. O Filho, por sua vez, almejando ser como o Pai, faz tudo o que vê o Pai fazer. Ele Se sente tão amado e seguro no amor do Pai que decide não fazer nada por Sua própria conta. Ele confia que a vontade do Pai sempre será melhor que Sua própria vontade. “Meu Pai, se possível, passe de Mim este cálice! Todavia, não seja como Eu quero, e sim como Tu queres.” (Mateus 26.39) O Espírito Santo, cumpre o papel do Auxiliador em todas as situações. Sua atribuição na Bíblia é a mesma usada para descrever o papel da esposa na vida do marido — uma “auxiliadora”. Já no campo humano, é claro, nenhuma família é perfeita. Porém, todos devem ter a Família Divina como modelo. Pais devem buscar ser exemplos para seus filhos em tudo. Ensinando com exemplo, podem melhor preparar seus filhos para a vida. Filhos devem seguir os bons exemplos dos pais, respeitá-los e honrá-los. Maridos devem ser bons cuidadores; esposas, boas auxiliadoras. Este tipo de família está se tornando cada vez mais raro no mundo por causa do egoísmo e da falta de Deus. Mas você pode, praticando os Pensamentos de Jesus, formar a sua família à imagem da Família Divina — ainda que sua família de origem não tenha sido um exemplo para você. Aplicação: Enquanto que família perfeita não existe, esforce-se para cumprir seu papel para com todos em sua família, ainda que eles não cumpram o deles. Seja a imagem de Deus em sua casa. Onde e como você pode melhor cumprir o seu papel em sua família? Se não vive com familiares, há alguém próximo que é como família para você? Você tem tratado bem esta pessoa? Em seu lugar, como você acha que Jesus trataria seus familiares? Deixe seu comentário.

PENSAMENTO #19 ___ VOCÊ VIU O SUPER HOMEM DE MINISSAIA?

…os que ouvem a palavra, mas os cuidados do mundo, a fascinação da riqueza e as demais ambições, concorrendo, sufocam a palavra, ficando ela infrutífera. Marcos 4.18,19 Uma das coisas que sempre me intrigaram: pessoas inteligentíssimas para algumas coisas, mas que não conseguem entender as palavras de Deus. Elas entendem trigonometria e álgebra. Programam computadores. Tocam um instrumento só de ouvido. Conversam com as plantas (e algumas juram que também as ouvem). Aprendem outros idiomas. Mas o que Deus fala passa batido por elas. Jesus apresenta aqui a razão. Enquanto dedicamos nossa atenção para umas coisas, deixamos passar outras. Faça um teste. Imagine uma rua bem movimentada de pedestres. Você senta em algum lugar de onde pode ver as pessoas passando de um lado para outro, mas decide contar quantas passam vestindo alguma roupa branca. A moça de camiseta branca, uma. A senhora de xale branco, duas. O rapaz de tênis branco, três… Enquanto atenta para todos os que vestem algo de branco, você fica cego a todas as outras cores e até à fisionomia das pessoas. Naquele momento, se o Super Homem passasse ali na sua frente de minissaia vermelha e rebolando você não iria notá-lo. Sério. É assim que acontece com as palavras de Deus. Elas trazem poder, direção, paz, força… solução para todos os nossos anseios. Mas enquanto atentamos para qual celebridade trocou de namorado, qual foi o placar daquele jogo, ou como podemos ficar mais ricos, mais bonitos e mais jovens, não prestaremos atenção ao que Deus está nos dizendo. Por exemplo: você notou a palavra “concorrendo” no Pensamento de Jesus acima? Pare para pensar no que ela expressa. Há muitas coisas que concorrem com as palavras de Deus por nossa atenção. Centenas. Milhares. Cabe a nós escolhermos a quê vamos atentar. Aplicação: Veja se as suas preocupações tem sido dominadas pela ânsia de manter o que tem, de ganhar mais, de sentir isso ou aquilo através de coisas materiais ou experiências. Substitua-as por tempo para entender e praticar as palavras de Deus. Você percebeu a palavra “concorrendo” antes ou só depois de eu mencioná-la? Há alguma ansiedade em você nesse momento que lhe faz deixar as coisas de Deus para depois? Como você pode fazer com que as palavras de Deus vençam a concorrência por sua atenção? Deixe seu comentário.

PENSAMENTO #18 ___ SAINDO ESGOTO DA TORNEIRA

Por que vocês têm pensamentos maldosos em seus corações? Mateus 9.4 Jesus era acompanhado por algumas pessoas que sempre pensavam o pior a respeito d’Ele. Para estas pessoas, se Ele perdoava alguém de seus erros, estava blasfemando contra Deus. Se Ele expulsava um demônio de alguém, era porque tinha o chefe dos demônios com Ele. Se Ele Se misturava com ladrões e prostitutas, com certeza roubava e Se prostituía também. Você deve conhecer gente assim. Nós da Universal, certamente conhecemos. Ter pensamentos maldosos no coração é uma doença. Não quero dizer que é possível alguém nunca ter um mau pensamento. Longe disso. Somos humanos. Todos temos maus pensamentos, inclusive eu. Porém, a doença a qual me refiro é quando a pessoa constantemente tem pensamentos maldosos para com outros ou com ela mesma. Já se tornou um hábito, um vício que ela faz sem nem mesmo perceber. Imagine abrir a torneira da pia do seu banheiro e só sair água de esgoto. Aí você vai até a cozinha, abre a torneira e o que sai? Mais água de esgoto. Como seria morar numa casa assim? Loucura? Inabitável? Pois é, mas é assim que vive a pessoa que mantém pensamentos maldosos. A mente é a nossa fonte de ideias, decisões, direção, e soluções. Mas se ela está podre como uma fossa, cheia de pensamentos malignos, o que sairá de lá? Não diga que você não pode controlar seus pensamentos. Você tem o poder para isso. Vigie o que entra em sua mente pelos seus olhos e ouvidos. Atente para o que faz com o que já está lá dentro, pois acabará vindo para fora cedo ou tarde. O bom é que ao passo que você vai absorvendo os Pensamentos de Jesus aqui, automaticamente os seus vão sendo purificados. Aplicação: Vigie seus pensamentos. Repreenda os maus. Dê lugar aos bons. Repita o processo. Você sofre com maus pensamentos? De onde eles surgem? O que você pode fazer para cortar a fonte deles? Se você sofria com isso e conseguiu superar, conte-nos como o fez e ajudará a outros.

PENSAMENTO #17__ A REGRA DE OURO

Por que é que você vê o cisco que está no olho do seu irmão e não repara na trave de madeira que está no seu próprio olho? Como é que você pode dizer ao seu irmão: “Irmão, me deixe tirar esse cisco do seu olho”, se você não repara na trave que está no seu próprio olho? Hipócrita! Tire primeiro a trave que está no seu olho e então poderá ver bem para tirar o cisco que está no olho do seu irmão. Lucas 6.41,42 A regra de ouro na vida! Limpe bem sua casa antes de criticar a sujeira na casa do vizinho. Tão óbvio. Tão eficaz. Tão pouco praticado. Todos os problemas de casamento seriam resolvidos se os casais tão somente seguissem essa regra. E outros problemas familiares. E os conflitos no local de trabalho. E as diferenças entre as pessoas de todas as classes, em todo lugar. Mas por que somos tão dispostos e ávidos para encontrar defeitos nos outros? E por que somos tão cegos aos nossos próprios defeitos? É a nossa profunda carência de sentir que temos valor. Desde que Adão e Eva pecaram e se eximiram de culpa, jogando-a sobre outrem, o ser humano sofre com esta carência. No fundo, sabemos que erramos, temos consciência de que deixamos a desejar, mas lutamos desesperadamente para que esta nudez não nos seja descoberta. Por isso, nos convém apontar os erros dos outros para que a atenção saia de cima dos nossos. Paradoxalmente, o começo da autovalorização e de ser valorizado por outros é reconhecer nossos próprios erros. Experimente fazer isso e deixar de se incomodar com o cisco no olho dos outros. Aplicação: Trabalhe para tirar a trave do seu olho. Tem trave o suficiente aí para lhe manter entretido por muitos anos. Quais as traves no seu olho que precisam ser tiradas? O que aconteceria se você deixasse de obcecar com os erros dos outros e focasse mais em se tornar uma pessoa melhor? Existe alguém em sua vida que você vive tentando “consertar”? Deixe seu comentário.

PENSAMENTO #16 ___ O HORÁRIO DE TRABALHO DA FÉ

Meu Pai trabalha até agora, e Eu trabalho também. João 5.17 Jesus havia acabado de curar um homem no sábado, dia de descanso dos judeus. Por isso, os religiosos ficaram furiosos. E depois que Ele expressou o pensamento acima, aí eles ficaram ainda mais enfurecidos, decididos a matá-Lo. Por quê? Por ter Se chamado Filho de Deus. Vamos entender esta questão do “Meu Pai trabalha até agora”. Sabemos que após a Criação, Deus descansou no sétimo dia (Gên. 2.2). Desde então, nunca mais foi mencionado que Deus descansou. Na verdade, o descanso de Deus terminou com a queda do homem e da mulher em Gênesis 3. A partir daí, Ele nunca parou de trabalhar até agora, no esforço de resgatar o ser humano de volta para Ele. Jesus queria mostrar que não há dia de descanso para salvar alguém que está perdido em seus sofrimentos e pecados. Mesmo no sábado, no dia de descanso, Ele e o Pai estavam trabalhando para salvar alguém. Todo trabalhador merece pelo menos um dia de descanso. Porém, quando se trata de salvação, sua ou de alguém, não há sábado, domingo, dia bom ou ruim, cansaço ou descanso, dia ou noite. Toda hora é hora de cuidar da sua alma ou da alma de alguém. O dia em que você “descansar” espiritualmente, sua alma se perderá. E obviamente, as almas dos outros também deixarão de ser sua prioridade — assim como aconteceu com os religiosos. Trabalhar sem cessar na salvação do próximo e na manutenção de sua própria é uma qualidade do verdadeiro filho de Deus. Aplicação: Não dê descanso à sua fé. Mantenha-a sempre ativa para manter sua salvação e salvar o próximo. Você tira “férias” de Deus de vez em quando? Já trabalhou em seu dia ou hora de descanso para salvar alguém? Conhece alguém que está sempre disposto, trabalhando como o Pai trabalha? E alguém que é religioso, pronto para criticar quem é da fé, mas não move um dedo pelo próximo? Deixe seu comentário.

PENSAMENTO #15 ____ VOCÊ PASSARIA NESTE TESTE?

Ó mulher, grande é a tua fé! Faça-se contigo como queres. Mateus 15.28 Esta mulher, que tirou do Senhor Jesus esta alegre e surpresa expressão, era uma gentia, estrangeira vinda de terras vizinhas a Israel. Uma mãe que buscava ajuda para a filha que estava horrivelmente afligida por um espírito maligno. A maneira que Jesus inicialmente reagiu a esta mulher foi incomum. Normalmente receptivo e acolhedor de todos os que O buscavam, Jesus agiu de forma dura e insensível com esta mulher. Primeiro, a ignorou. Em seguida, quando os próprios discípulos Lhe pediam que Se livrasse dela, disse que Sua prioridade era os filhos de Israel. Depois, quando a mulher insistiu, disse a ela que não era certo tirar o pão dos filhos e dá-lo aos cães. O que você faria se alguém na igreja, um pastor ou outro obreiro, lhe tratasse como Jesus tratou aquela mulher? Como você reagiria se ao falar com o pastor, ele lhe ignorasse? E se você ouvisse os obreiros da igreja cochichando a seu respeito dizendo que você é uma pessoa muito chata, que a melhor coisa seria se livrarem de você? E se o bispo da igreja lhe dissesse que não podia lhe atender porque tinha pessoas mais importantes que você na sua frente? No mínimo, você nunca mais voltaria naquela igreja. Pois é, mas foi exatamente isso que aconteceu com aquela mulher. Mesmo assim ela não se ofendeu nem se retirou. E por isso Jesus expressou o que pensava a respeito dela: “Grande é a tua fé!” Mas por que, afinal, Ele a tratou assim? Não foi apenas porque era estrangeira, pois não fez o mesmo com o centurião, por exemplo, que também era estrangeiro. Como Jesus nunca fez nada por acaso, creio que Ele testou a fé daquela mulher porque sabia como ela reagiria. Assim, ficaria gravado na história como a fé pode sobrepujar os sentimentos. Um dos grandes males de hoje chama-se hipersensibilidade emocional. Pessoas hipersensíveis que se ofendem por tudo e por nada, que vivem muito pelo que sentem e se preocupam ao extremo com o que os outros dizem ou pensam a seu próprio respeito. A fé daquela mulher foi grande exatamente porque ela ficou acima dos seus sentimentos. E mais: ela aproveitou uma ofensa e a tornou em vantagem para si! “Sim, sou um cachorrinho… Só a migalha que cai da mesa me basta.” Aplicação: Fique acima dos seus sentimentos. Aproveite as ofensas, a indiferença, a rejeição que vêm dos outros e transforme-as em força e oportunidades. Você é uma pessoa hipersensível? Tem dificuldade de perdoar ou se desligar de uma ofensa? Você se afastou da igreja porque alguém lhe ofendeu? Como você pode tornar uma rejeição ou outro tratamento de desprezo em força própria e oportunidade? Deixe seu comentário.

PENSAMENTO #14___ UM NOVO SANGUE EM SUAS VEIAS

Quem é Minha mãe e Meus irmãos? (…) Qualquer que fizer a vontade de Deus, esse é Meu irmão, irmã e mãe. Marcos 3.33-35 Apesar de Jesus ter nascido de Maria e tido irmãos e irmãs, este parentesco humano que Ele tinha com eles não garantia o parentesco deles com Deus. Veja quão enganados são aqueles que aprenderam a orar à Virgem Maria como intercessora deles diante de Jesus. Maria era virgem antes de dar a luz a Jesus, mas depois que se casou com José teve mais quatro filhos e pelo menos duas filhas (Mateus 13.55,56). Como pode uma mãe de seis filhos continuar virgem? No pensamento acima, Jesus fez questão de não tratar Sua mãe nem Seus irmãos com qualquer preferência. Antes, colocou os que fazem a vontade de Deus acima deles. Fazer a vontade de Deus é mais poderoso do que o sangue que corre em suas veias. Se você faz a vontade do Pai, não importa se seu sangue é de família nobre ou pobre. Não importa se você foi filho bastardo ou de pai presente. Não importa se a cor de sua pele é branca, negra, amarela ou vermelha. Não importa se sua origem é a pior ou a melhor. Se você fizer a vontade de Deus, isso lhe tornará irmão, irmã, mãe, e filho de Deus! Ele será sua nova família! Há quem se gabe de ter parentesco com alguém rico ou famoso. Você vê isso por aí o tempo todo. “Fulano, namorado da cunhada da irmã do vizinho daquele cara famoso.” Sim, há quem se gabe até disso. Mas quem faz a vontade de Deus tem parentesco com Jesus… Você quer uma nova Família? Aplicação: Faça a vontade de Deus e não confie nem desconfie de seu histórico familiar. Você às vezes se envergonha da família de onde veio? Se põe para baixo ou se acha menos, desprivilegiado por causa disso? Ou ao contrário: se gaba e se apoia no fato de ter bom parentesco? Você procura se associar com pessoas supostamente “melhores” que você para se sentir melhor com você mesmo? Deixe seu comentário.

PENSAMENTO #13__ VOCÊ QUALIFICA PARA SER JUIZ?

Não julgueis e não sereis julgados. Lucas 6.37 O mundo está cheio de juízes de prontidão, ansiosos para proferir sua sentença sobre qualquer caso ou pessoa. Você já foi vítima deles. E também já julgou a outros. Mais uma vez, Jesus acerta em cheio uma grande fraqueza humana. Parece que ao julgarmos outras pessoas nos sentimos de alguma forma melhores que elas. Quase sempre nossas observações dos “defeitos” dos outros são feitas sob as lentes de nossas “virtudes”. •“Olha só, que roupa indecente ela está vestindo!” Real significado: “Olha como eu me visto com decência.” •“Ele é muito devagar.” Real significado: “Eu sou muito ágil, resolvo logo as coisas.” •“O seu jeito me irrita!” Real significado: “Eu não sou como você, meu jeito é bem melhor.” Um justo juiz precisa ter algumas qualidades para julgar com equidade. Precisa no mínimo de três coisas: (1) ser justo ele mesmo; (2) ser conhecedor das leis; e (3) ter todas as informações sobre o caso e a pessoa envolvida. Então pergunte-se: quem qualifica para ser justo juiz? Agora você entende por que Jesus disse que não devemos julgar? Não passe despercebida a alentadora promessa: “Não sereis julgados.” Por Deus, quer dizer. Um esclarecimento, porém: enquanto não devemos julgar outras pessoas, devemos sempre julgar entre o bem e o mal que estão diante de nós e fazer as escolhas certas. Paulo expressou este pensamento assim: “Julgai todas as coisas, retende o que é bom; abstende-vos de toda forma de mal.” (1 Ts 5.21,22) Aplicação: Se ninguém lhe constituiu juiz de alguém ou de alguma situação, não julgue. Mas constantemente examine tudo diante de você, guarde o que é bom e fique longe do que é mau. Você se vê de vez em quando julgando outras pessoas? Já foi pré-julgado ou mal julgado? Como você se sentiu? Gostaria de contar alguma experiência a respeito? Deixe seu comentário.